Constelações

Familiares

 

Abordagem sistémica fenomenológica é um método filosófico com efeitos 

psicoterapêuticos desenvolvido pelo alemão Bert Hellinger nos últimos 25 anos.

É um instrumento simples que permite com uma intervenção muito breve, curar sofrimentos ligados à dinâmica inconsciente que nos vincula ao nosso sistema familiar ou a outros sistemas.


Todos formamos parte dum sistema familiar ao qual estamos vinculados, com laços profundos de amor e lealdade. Os membros encontram-se unidos por um destino comum, a “alma” familiar, que vela pelos direitos de cada um: pertença, ordem, valorização, etc.
Bert Hellinger comprovou a existência de uma “consciência de clã” (por ele também chamada de “alma”-- no sentido de algo que dá movimento , que “anima”) que se norteia por “ordens” arcaicas simples que ele denominou de “ordens do amor” e demonstrou a forma como essa consciência nos enreda inconscientemente na repetição do destino de outros membros do grupo familiar. Essas ordens do amor referem-se a três princípios norteadores: necessidade de pertencer ao grupo ou clã , necessidade de equilíbrio entre o dar e o receber nos relacionamentos e necessidade de hierarquia dentro do grupo ou clã.
Quando estes ficam vulneráveis, produzem-se implicações para os distintos membros que representam pessoas excluídas ou esquecidas reavivando os seus sentimentos e o seu destino.
"Implicação significa que alguém da familia, inconscientemente, volta a assumir e a viver o destino de outro membro familiar anterior a ele."

Estas implicações podem causar transtornos psíquicos, doenças físicas, psíquicas, condutas conflituosas, dificuldade de encontrar parceiro(a), ou a incapacidade de assumir e desenvolver o próprio caminho.
"Estas implicações podem ser descobertas mediante este trabalho, uma vez saiam à luz, a pessoa pode libertar-se delas."


É um método sumamente eficaz para descobrir e resolver as ataduras fatais, convertendo em consciente o inconsciente, o amor cego no amor esclarecido.
Uma constelação é a representação de configuração dum sistema, no espaço em que nos encontramos. Num workshop eta configuração é representada pelos assistentes do mesmo(representantes).


O cliente que quer fazer a sua constelação sobre um tema determinado, o facilitador solicita informações factuais sobre o destino de membros da sua família como mortes precoces, suiciídios, assassinatos, doenças graves, casamentos anteriores, número de filhos ou irmãos, etc. O cliente expõe-no em breves palavras e escolhe os representantes que vão intervir na sua constelação. De repente, em poucos segundos os representantes começam a sentir e a deixar-se levar pelo movimento que o seu corpo o impulsiona, assim surgem as dinâmicas ocultas que afectam o consultante e ao seu sistema relacionado com o tema em questão. Ao aparecer à luz esta verdade inconsciente, o terapeuta (constelador/a), guia a constelação até uma resolução, deixando fluir o movimento do sistema até à reconciliação e à ordem, outorgando desta forma paz ao cliente e ao seu próprio sistema, dando oportunidade a um movimento libertador. Num workshop, ao reunir-se um grupo, por ressonância cura todos os representantes e assistentes, já que em muitos casos algo interior de cada um dos representantes se movimenta.


Esta técnica também funciona em sessões individuias donde se utilizam bonecos ou outros símbolos para representar as posições dos membros da família.
É um método que permite aceder ao mais profundo do sistema familiar, onde outras terapias não alcançam, para revelar as dinâmicas e implicações existentes e reconciliar todos os seus membros.
Tudo isso num período de tempo muito breve, uma sessão, tão sómente a duração da constelação. Ainda que às vezes se possa realizar posteriormente outro trabalho.
Una vez realizada a constelação, o movimento curador activa umprocesso autónomo em que o cliente se encontra livre de qualquer relação terapêutica com o constelador.

 

Temas que se cobrem:
Padrões ou condutas que geram dor na sua vida diaria: dificuldade nas relações de parceiro, entre pais e filhos, irmãos, laborais, doenças, adições, propensão para os acidente, problemas com o dinheiro, heranças, falências, temas graves de indecisão, funções da consciência, culpa e inocência e necessidade de pertencer, o equilíbrio entre dar e receber, o enfoque de orientar-se para a solução, a diferença entre amor cego e amor consciente ....


Interessa-nos fazer uma Constelação quando:
Sentimos que algo não funciona na nossa vida
Observamos em nós sentimentos ou traços de caracter que nos limitam
Não nos sentimos no sítio adequado, não nos sentimos realizados
Sofremos bloqueios, medos, fobias
Sonhos ou pesadelos que se repetem
Acidentes graves, doenças, sentimentos de solidão e isolamento. Desejo de fuga
Repetição do obstáculo no amor, nos relacionamentos, com os filhos, com os pais, com a família, no trabalho, nas finanças ou nos estudos
Conflitos no ambiente social que nos rodeia
Realizar projectos. Problemas na empresa, em sociedade ou organizações
Como auto conhecimento e desenvolvimento pessoal evolutivo

 

 

Terapeuta

Isabel Blanco Ferreira

CONTACTOS

Tel: 21 486 60 67 | 96 389 79 13

Email: sensiis.cascais@gmail.com

 

Horário de Atendimento Telefónico

De 2ª a 6ª-feira das 10h00 às 19h00

MORADA

Rua Capitão Leitão, 197, 2º C

Edifício Estação - PAREDE

2775-226 Parede

  • Instagram ícone social
  • Wix Facebook page

© 2019 Sensiis Cascais